Últimas Notícias

Movimentando uma cidade: O #OcupeEstelita é sobre direitos

É preciso antes de mais nada esclarecer: o #OcupeEstelita é um movimento legítimo, partido da sociedade civil organizada e preocupada com as questões da cidade. A área onde se encontra o cais é cercada pelas comunidades do Cabanga, Coque e Pina. Todas as três comunidades populares, que sofreram e continuam sofrendo com o “desenvolvimento urbano” desenfreado, incentivado pelas parcerias público-privadas. Há aproximadamente 30 dias o acampamento resiste. O Cais José Estelita, que fica localizado numa área de transição e liga a zona sul ao centro do Recife, oferece uma vista…

Pretas e sapatão, UNI-VOS: Exposição das obras de Zanele Muholi e Thembela Dick no Instituto Goethe

É com muito entusiamos e felicidade que escrevo sobre esse evento. Zanele Muholi e Thembela Dick, duas artistas sul-africanas que fizeram de seu trabalho um ativismo em prol da visibilidade das minorias excluídas da sociedade, estarão aqui em São Paulo, ao vivo. Em carne e osso. AS DUAS! Sim, com direito a conversa com o público depois da exposição das obras. Duas referências artísticas e militantes na minha vida, estarão aqui e eu poderei apreciar o trabalho delas de pertinho… Vou poder encontra-las pessoalmente e sentir “estou entre as minhas”….

Minha história, minha identidade

Parto primeiramente do pressuposto de que a criança é um ser inocente e ingênuo, e que a mesma não nasce racista e tão pouco hipócrita, e sim que a partir do momento em que é inserida na sociedade, é que acontecem as influências, os conflitos, sendo que vivemos em uma sociedade hipócrita e infectada de estereótipos. Acredito que o principal apoio na vida da criança é a família, onde a identidade da criança terá uma resistência diante dos problemas da sociedade. A família deverá valorizar a identidade da criança, principalmente…

Como se sente uma mulher negra, gorda e demonizada pela sociedade

TW (Aviso de gatilho): Gordofobia; Era só pra ser mais um sábado de sol, daqueles em que fico o dia todo escrevendo, assistindo séries ou lendo. Mas resolvi ir a um evento próximo ao centro do Rio de Janeiro. E o que era pra ser um almoço vegano, se estendeu e virou uma happy night. Encontrei alguns amigos, lanchamos, compramos coisas na feira de artesanato e resolvemos continuar a confraternização na casa de uma dessas pessoas, que morava praticamente na esquina do evento. Mas antes, claro, um bom vinho pra…

Sobre meninas e lobos

Essa noite tive pesadelos. Velhos fantasmas voltaram para me assombrar. Desde que soube que estava grávida de uma menina, esses fantasmas me rondam. Como proteger minha filha? Dos 5 aos 11 anos passei por três situações de abuso sexual. Não vou relatar detalhes por uma série de razões que não vem ao caso aqui. Nem mesmo vou falar sobre o tamanho do estrago que isso causou na minha alma. Cabe apenas dizer que em nenhuma delas eu fui acolhida, nem mesmo me deram atenção quando expus a situação. Tive que…

Alguns rostos do Black Twitter – a classe e suas vivências

Por vezes e erroneamente, a internet aparece como uma voz que dita os acontecimentos da realidade, atualmente polarizada em torno de um debate político institucional pouco promissor. Em meio este arrazoado de ideias, que no geral, são pouco apropriadas pela população que trabalha que procura trabalho, que (sobre) vive e que possuí pouco tempo para dar-se ao luxo de debater, surgem vozes inauditas e unidas em torno de suas exclusões, angústias e alegrias, apresentando suas realidades, sem medo da expô-las. Trazem suas vivências para o virtual, exibindo aquilo que a…